O que eu devo escrever nas redes sociais para atrair o meu cliente?

Por Evelyn Castilho – Designer Gráfico e Diretora de Arte (Nave Estúdio Criativo)


Existem tantas informações por meio das redes sociais, que cada vez está mais difícil conquistar seguidores e likes para o próprio negócio. Como sair na frente?

Aqui, na Nave Estúdio Criativo, gerenciamos empresas de diversos ramos de atuação. Para cada um deles o posicionamento precisa ser diferente, afinal, o consumidor de uma peça de caminhão pode não ser o mesmo de uma aula de yoga.


Juntei algumas dicas importantes que podem lhe ajudar a criar um conteúdo mais dinâmico:


1) Quem vai consumir o seu conteúdo?

Conhecer seu público-alvo é fundamental para escrever de forma mais precisa. Você precisa saber quais os interesses do seu consumidor para levar até ele um conteúdo mais relevante. Por exemplo, se você vende camisetas personalizadas, você precisa traçar estratégias em cima de consumidores desse tipo de produto e fazer perguntas como: Qual idade? Que atividades pratica? Quais seus desafios? E por aí vai... Complicado pensar em tudo isso? Vou ajudar você nesse processo. Acesse o site Gerador de Persona e responda algumas perguntas básicas para descobrir a persona do seu negócio!


2) Como me comunicar?

Depois que você passar pelo primeiro passo (saber quem vai consumir seu conteúdo), chegou a vez de ver como você vai se comunicar com esse público-alvo. Um jovem de 18 anos se comunica diferente de um adulto de 45 anos. Vamos imaginar que você vende caneta. As finalidades do uso dessa caneta mudam de acordo com vários fatores. Para um jovem de 18 anos você precisa oferecer essa caneta para provavelmente ele estudar, escrever uma carta para a namorada, já para um adulto de 45 anos, para preencher o documento da casa própria ou dar de presente para os filhos. Sabendo a finalidade do seu produto para o seu público-alvo, você já consegue entender melhor todo o contexto e produzir o texto com esse foco.


3) Como eu sei o que o meu consumidor quer ouvir?

Estamos chegando lá! Você provavelmente já ouviu a frase “se coloque no lugar do outro se quiser entender”. A história aqui é a mesma! Se você se colocar no lugar do seu cliente você vai conseguir produzir um conteúdo mais dinâmicos e atraente, ou seja, você vai aumentar o engajamento na sua rede social. Algumas coisas que você deve avaliar: Como seu cliente se beneficiará desse conteúdo? Ele será útil? Eu resolvo o problema dele? Você não deve só vender o seu peixe, você deve trazer soluções e sensações. Digamos que você vende açaí. Não precisa colocar uma foto de açaí com o preço sempre, isso cansa o seu seguidor. Que tal colocar uma foto de praia com um sol bonito e uma frase: Sol e açaí, quem vai resistir? Ele não precisa estar na praia, mas ele pode estar dentro da casa dele e ir comprar o açaí para sentir aquela sensação de frescor e sabor do verão.


4) Coloque o seu seguidor para pensar

Você não pode ser o único que fala na rede social. Dê a chance para ele interagir com você! Imagine que você venda sorvete. Que tal uma enquete para saber qual o sabor de sorvete seus clientes mais gostam? Casquinha ou copinho? Sorvete no frio ou no calor? As opiniões serão diferentes, e essa interação vai ajudar a aumentar não só o engajamento na sua rede social, mas também a conhecer ainda mais seus consumidores.


5) Em que rede social devo entrar?

Depois que você entender melhor sobre o seu público-alvo e o que ele quer ouvir, você conseguirá mensurar em qual rede social ele vai estar. Não adianta estar em todas as redes sociais se não é lá que seu consumidor vai estar. Com frequência, vemos redes novas sendo lançadas, mas não adianta entrar em todas redes e não ter tempo de alimentá-las. Imagina um seguidor entrar em sua rede e ver uma atualização de 2 anos atrás? Para ele, sua empresa fechou ou não se importa com a rede social. Avalie as redes levando em consideração o que cada uma oferece para entender qual se encaixa melhor em seu consumidor.


6) Eu crio o mesmo conteúdo para todas redes sociais?

Não, não e não. Esqueça esse negócio de compartilhar automático para todas suas redes sociais. Cada rede tem uma forma de se expressar e engajar mais o consumidor. Pense em cada plataforma de forma exclusiva. Lembrando que o "menos é mais" em um mundo com tanta informação para ser absorvida.


7) O que posso divulgar além do meu serviço?

Não tenha uma rede social chata que só fala do seu produto. Você pode dosar isso intercalando seus serviços com outras coisas! Você pode usar frases interessantes que tenham ligação com seu ramo de atuação. Divulgar os bastidores do seu trabalho para matar a curiosidade do seu consumidor e ainda divulgar como você trabalha. Comemore coisas boas que está acontecendo com sua empresa, as pessoas precisam saber do seu sucesso. Pense diferente, não é porque você vende tigela de vidro que você precisa só falar dela, que tal divulgar uma receita deliciosa que pode ser feita e colocada nela? Mostre o conhecimento que você tem na sua área. Se você é professor de yoga, por que não gravar um vídeo ensinando uma posição do yoga que o seu seguidor consiga fazer em casa e tenha vontade de aprender mais? Faça vídeos!


8) Seja leve

Independente do seu ramo de atuação, ninguém entra em uma rede social para ler conteúdo extenso e cheio de palavras difíceis e rebuscadas. Faça textos leves que transmitam o quanto sua empresa é acessível e humana.


9) Planejamento ajuda muito!

Que tal montar um planejamento mensal de todo conteúdo que você quer que entre na sua rede? Dessa forma você consegue diversificar seu conteúdo, deixando sua rede social mais dinâmica e com maiores chances de engajamento.


10) Mantenha o padrão

Você precisa manter o padrão visual e textual das suas postagens para que sua empresa seja reconhecida na timeline do usuário. Assim, como uma empresa tem padrões fora do mundo virtual, ela precisa seguir padrões no online. Tipografia, imagem, uso correto do logotipo, tudo isso colabora para um padrão visual adequado.


11) Emoticon vai bem?

Na maioria das vezes, sim. Você precisa estudar se sua empresa é o tipo de empresa que se comunicaria com emoticons. Se sim, manda bala, pois é divertido e recomendado nas redes sociais!


12) De olho no que está rolando!

É muito legal estar antenado no que acontece nas redes sociais para usar essa oportunidade para fazer uma brincadeira na sua rede social, claro que, avaliando se será de bom gosto. Não mexa com política e religião, nunca acaba bem!


Espero ter ajudado você. Depois me conta sobre os resultados! =)

Todos os direitos reservados 2020